• Marchi e Boulos

Os primeiros NFTs (Tokens não Fungíveis) do direito foram lançados. Você sabe o que é isso?



O Grupo de Advogados que compõem o Empreendedores do Direito, startup jurídica focada em educação, composto pelos advogados Guilherme Deps, Eduardo Barcelos, Rômulo Correa e Afonso Dalvi, lançaram a primeira coleção de NFTs do Direito.


Um token não fungível é um tipo especial de token criptográfico que representa algo único. Diferentemente das criptomoedas como o Bitcoin e de vários outros tokens utilitários, os NFTs não são mutuamente intercambiáveis, ou seja, é uma espécie de certificado digital que serve para garantir a autenticidade de um arquivo. Em outras palavras, o NFT é um código de computador usado para garantir que determinado arquivo é único.

Apesar de comprovar que determinado item é original, o NFT não garante que não serão lançadas cópias e variações do item. No entanto, ele garante que determinado item é o original, mesmo que existam cópias e variações disponíveis na internet.


Assim como grande parte dos NFTs do mercado, a coleção lançada pelo Empreendedores do Direito trata-se de arte digital. Foram lançados, até o momento 5 NFTs diferentes que podem ser adquiridos na plataforma de compra e venda Opensea.


A compra e venda de NFTs ocorre através da tecnologia blockchain. Em resumo, a blockchain é um livro-razão compartilhado e imutável que facilita o processo de registro de transações e o rastreamento de ativos em uma rede empresarial. Sendo que, o fato de ser facilmente acessado garante que as informações de compra e venda não sejam fraudadas.


A blockchain é um sistema extremamente seguro e isso é muito importante, pois o valor dos NFTs se baseiam justamente na confiança na autenticidade do item. Em outras palavras, as transações envolvendo NFTs ficam registradas na blockchain e é praticamente impossível fraudar uma transação envolvendo NFT.



0 visualização0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo