• Victória Marchi

Influenciador digital deve registrar sua marca?




Definitivamente, sim!


Antes de qualquer outra informação, é importante que você, influenciador, reconheça que trabalha como uma marca. Ou seja, no seu caso, você é uma marca.


Mas, o que isso significa?


Em linhas gerais, uma marca comercial é tanto o nome, o logo e o slogan que fazem referência aos produtos ou serviços de uma empresa. Perante as pessoas, estes elementos identificam a empresa.


Quando você entende que é uma marca, você entende também que presta serviços como uma empresa – logo, é uma empresa também.


Se você observar com calma como funciona o seu trabalho, verá que se trata de uma prestação de serviços. Empresas e marcas:


1. entram em contato com você,

2. determinam como será a divulgação de seus produtos ou serviços,

3. negociam a forma de remuneração (permuta, produtos, descontos, pagamento),

4. ajustam todos os detalhes do que será dito e mostrado,

5. analisam os resultados de cada campanha publicitária,

6. decidem se continuarão com a relação de parceria.

7. A relação é completamente comercial. Assim sendo, não se comportar como uma empresa transparece amadorismo e não protege o seu trabalho de uma série de problemas legais.


Sem o registro de marca, outros influencers podem usar o nome escolhido por você para divulgar o seu trabalho. Além disso, sua imagem, seus vídeos, fotografias e qualquer outro tipo de material publicitário fica desprotegido.


Não só isso. Registrar sua marca tem suas vantagens, e se você não sabe, a gente lista para você.


1. Profissionalismo aos olhos das empresas contratantes.

2. Proteção da credibilidade perante os consumidores/seguidores.

3. Outras marcas e influencers precisarão da sua autorização para usar sua marca para finalidades comerciais.

4. Ninguém poderá “roubar” a sua marca.


Ficou com alguma dúvida? É influencer e gostaria de mais dicas?


Encaminhe uma mensagem para a gente :)




0 visualização0 comentário